Quase um curriculum

Eu me chamo Vítor Castro de Oliveira e sou professor da rede estadual de ensino do Espírito Santo. Atuo, desde 2010, como professor de Ensino Médio na Escola “Rubens Rangel” em Colatina, ES.

Após me formar, em 2009, na Universidade Federal do Espírito Santo, iniciei minha carreira como professor temporário no IFES, campus Colatina, ainda em julho daquele ano. Em dezembro, em meio às atribulações por que passa qualquer professor iniciante, recebi a notícia da minha aprovação para o curso de Mestrado da UFES, que concluí em 2012. Nesse ínterim, fui aprovado em concurso público, iniciando minha carreira como professor estadual. Em 2013, após nova nomeação, assumi uma segunda cadeira na Escola Rubens Rangel, onde cumpro, portanto, uma carga horária de 50 horas semanais.

Mesmo com todas as dificuldades que tal carga horária acarreta, afora os problemas habituais da educação pública, resolvi dedicar algumas horas-extra a esse blog. Ele é uma maneira de entrar em contato com meus alunos, de trazer notícias relevantes sobre História, Política ou questões sociais da atualidade, ao mesmo tempo que transmito minha opinião sobre esses temas. Por outro lado, serve para constituir um arquivo, em que as diversas etiquetas (tags) remetem a postagens anteriores, agrupando assuntos. Em 2013, o projeto fracassou devido à falta de tempo gerada pelas diversas atividades burocráticas impostas pela SEDU (que, aliás, não dá apoio absolutamente nenhum apoio a esse projeto, desenvolvido quase integralmente em horas-extra). Em 2014, retomei o blog com fôlego renovado, esperando sempre atualizar o melhor possível os conteúdos – ano após ano.

Nesse mar de atividades que o magistério acarreta, minha vida acadêmica está… quase parada. Interesso-me, contudo, pelos problemas da democracia, da liberdade política e da justiça social, tanto numa perspectiva sociológica (influenciado sobretudo por Raymond Aron), quanto numa perspectiva histórica (adotando muitos dos pressupostos de Quentin Skinner). Desenvolvi, assim, minha dissertação de mestrado, abordando as questões da soberania e da liberdade individual em François Guizot e Alexis de Tocqueville, importantes publicistas do século XIX francês.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s